terça-feira, 29 de novembro de 2011

Conrad Murray recebe pena máxima pela morte de Michael Jackson


Por ANTHONY McCARTNEY

AP Escritor/Entretenimento


LOS ANGELES (AP) - O médico condenado pela morte de Michael Jackson foi sentenciado ao máximo de quatro anos atrás das grades nesta terça-feira por um juiz que o denunciou como um médico imprudente, cujas ações foram uma "vergonha para a profissão médica".

Dr. Conrad Murray estava com as mãos cruzadas quando o juiz da Corte Superior, Michael Pastor, o puniu repetidamente pelo que chamou de "violação terrível da confiança", enquanto cuidava de Jackson.

No entanto, Pastor admitiu que sua sentença foi constrangida por uma mudança recente na lei da Califórnia, onde diz que Murray vai cumprir sua sentença na cadeia do condado, ao invés de prisão estadual.

Funcionários da cadeia disseram, mais tarde, que Murray vai ficar um pouco menos de dois anos atrás das grades, enquanto alojado em uma cela individual e mantido afastado de outros prisioneiros.

"Este vai ser um teste real do nosso sistema de justiça criminal, para ver se ele é significativo," disse o Procurador Distrital Steve Cooley. Ele disse que considerou pedir ao juiz para modificar a sentença e classificar o crime como grave, justificando o encarceramento em prisão estadual.

O juiz foi incansável em sua declaração a Murray, agora com 58 anos de idade, dizendo que ele mentiu várias vezes e não tinha mostrado remorso por suas ações no tratamento de Jackson. Pastor também disse que o uso pesado do poderoso anestésico propofol por Murray, para ajudar Jackson em sua batalha contra a insônia, violou sua obrigação juramentada.

"Deve ficar muito claro que a medicina experimental não vai ser tolerada, e o Sr. Jackson foi uma experiência", disse Pastor. "Dr. Murray ficou intrigado com a perspectiva e se engajou nesta loucura da medicina pelo dinheiro, mas simplesmente não vai ser tolerado por mim."

Pastor também disse que Murray não teve "absolutamente nenhum sentimento de culpa, e é perigoso para a comunidade".
O juiz disse que um dos aspectos mais preocupantes do caso Murray foi uma gravação de Jackson recuperada de telefone celular do médico.

"Essa gravação foi a política de segurança do Dr. Murray", disse Pastor. "Foi projetada para gravar seu paciente clandestinamente quando ele estava mais vulnerável."

O advogado de defesa, J. Michael Flanagan, sustentou que nada dito durante a audiência teria mudado a cabeça do juiz sobre a sentença.

A família de Michael Jackson disse a Pastor, em um comunicado lido anteriormente, que eles não estavam em busca de vingança, mas queriam que Murray recebesse uma sentença dura, que serviria como um alerta aos médicos oportunistas. O comunicado incluia elementos dos pais de Jackson, irmãos e seus três filhos.

"Como seus irmãos e irmãs, nós nunca seremos capazes de viver, rir ou conviver com nosso irmão Michael", disse o comunicado. "E, como seus filhos, nós vamos crescer sem um pai, nosso melhor amigo e companheiro."

A família disse à Associated Press, após a condenação, que eles estavam satisfeitos com os resultados. "Nós vamos ser uma família. Vamos seguir em frente. Nós vamos fazer uma turnê, tocar músicas... e sentir a falta dele", disse o irmão Jermaine Jackson.

Murray foi condenado por homicídio culposo depois de um julgamento de seis semanas que apresentou o mais detalhado relato ainda das horas finais de Jackson, mas deixou muitas perguntas sobre o tratamento de Murray ao superstar com propofol.

O júri ouviu a gravação de Jackson durante o julgamento, mas os advogados de defesa nunca explicaram em tribunal porque Murray havia gravado o cantor sedado seis semanas antes de sua morte.

"Temos que ser fenomenais", Michael falava sobre "This Is It", seus shows em Londres. "Quando as pessoas saírem desse show, quando as pessoas saírem do meu show, eu quero que elas digam: 'Eu nunca vi nada parecido em minha vida. Vamos, vamos. Eu nunca vi nada como isso. Vamos. É incrível. Ele é o maior artista do mundo'".

Antes da sentença, o advogado de defesa Ed Chernoff atacou Jackson, como ele e sua equipe fizeram com frequência durante o julgamento do médico. "Michael Jackson era um viciado em drogas", disse ele.

Murray não falou diretamente ao tribunal. Após a sentença, ele disse as palavras "eu te amo", à sua mãe e namorada presentes no tribunal. A mãe de Murray, Milta Rush, sentou-se sozinha em um banco no corredor do tribunal após a condenação.

"Meu filho não é o que o acusaram de ser", disse ela calmamente. "Ele era uma criança delicada quando pequeno."

Um relatório liberado sobre uma possível sentença de liberdade condicional, disse que Murray foi listado como suicida e mentalmente perturbado em registros de prisão, antes de sua condenação. No entanto, o porta-voz de Murray, Mark Fierro, disse que um advogado de defesa visitou o cardiologista na cadeia na semana passada e encontrou-o otimista.

"Esse tempo está atrás dele", disse Fierro. "Ele é um homem resistente."

Murray não foi entrevistado por agentes da condicional.

A morte de Jackson em junho de 2009 surpreendeu o mundo, assim como a investigação que se seguiu e levou Murray a ser acusado em fevereiro de 2010.

Os promotores citaram declarações de Murray para defender a condenação máxima de 4 anos. Eles também querem que ele pague a restituição para os três filhos do cantor - Prince, Paris e Blanket.


A quantidade da restituição a ser paga aos filhos de Jackson por Murray, será determinada em uma audiência em janeiro.

"Qualquer coisa acima de um par de dólares, Murray não vai ser capaz de pagar", disse Flanagan.

Murray estava cheio de dívidas quando ele concordou em servir de médico pessoal a Jackson para ganhar $ 150.000 por mês, e o cantor morreu antes de Murray receber qualquer dinheiro.


---

AP Correspondente Especial Linda Deutsch e escritor Jeff Wilson contribuíram para este relatório.

Siga Anthony McCartney em http://twitter.com/mccartneyAP




© 2010/2011 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

7 comentários:

  1. Ah, mas que bom...
    Confesso que estava receosa que tudo acabasse em pizza.
    Agora sim podemos dizer que justiça foi feita.
    Michael foi morto injustamente e com a prisão do "mdcz", me sinto meia aliviada.
    Mesmo achando a pena muito leve, pelo menos foi a máxima!
    Enfim posso dizer...

    JUSTIÇA PARA MICHAEL FOI FEITA!!!
    "mdcz" ESTÁ NA CADEIA!!!

    ResponderExcluir
  2. ..."um juiz que o denunciou como um médico imprudente, cujas ações foram uma "vergonha para a profissão médica".
    Pena máxima! Pode-se dizer que ainda existe justiça aqui na terra.
    O texto não diz se ele vai continuar exercendo a profissão. Vamos torcer que não.

    MJ eterno

    ResponderExcluir
  3. É, gente, a justiça foi feita e ele está tendo o que merece.

    Guto, ele não vai mais poder exercer a profissão de médico (fui informada). Foi aí que pegou, porque a pena é muito leve.

    Ele vai se safar da indenização também.

    Estou satisfeitíssima! Só que a tristeza pela perda do meu ídolo não vai acabar nunca.

    JUSTIÇA PARA MICHAEL FOI FEITA!!!
    "mdcz" ESTÁ NA CADEIA!!!

    ResponderExcluir
  4. Uuuufaaaa... finalmente saiu a condenação! Li agora que ele vai apelar. Com base em que??? Ele tem mais é que ir quietinho cumprir o que merece.

    Nada apaga a tristeza de perder nosso Mike. Mas a justiça tem que ser feita!

    I love you Michael!

    ResponderExcluir
  5. O juiz Michael Pastor foi de uma postura irrepreensível. Abominou o comportamento mentiroso e frio do infeliz, que no entanto, vai recorrer da sentença. A justiça terá que ser feita novamente.

    O miserável está cheio de dívidas e com um débito enorme com os filhos do Michael. Já pensou?

    Michael Jackson Forever!

    ResponderExcluir
  6. ...e depois de tudo isso, depois da "justiça feita", ele ainda sai do tribunal mandando beijinhos!!
    Cada coisa, aff!
    E quando muitos dizem que não acreditam em nada do que está sendo mostrado, são chamados de lunáticos.
    tsc tsc tsc...

    Beijão amigos, amo vcs!
    Fê meu fofinho, amo seu empenho.Vc é d+++! ;)

    Michael...I love you more...L.O.V.E.
    Amor incondicional sempre!
    Suas verdades prevalecerão!

    ResponderExcluir
  7. A justiça foi totalmente feita. Michael agora está bem.

    L.O.V.E.

    ResponderExcluir