quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Lisa Marie e Oprah Winfrey

No dia 21 de Outubro, quinta-feira, entrou no ar a entrevista que Lisa Marie Presley concedeu para Oprah Winfrey. Foi a primeira (e última, segundo ela) vez que a filha de Elvis Presley falou abertamente sobre seu casamento com Michael Joseph Jackson, após o dia 25 de Junho.

Oprah Winfrey é considerada a mulher mais influente da história. Ela conseguiu o privilégio de entrevistar o Rei do Pop em 1993. Na época do julgamento, Oprah fez infelizes insinuações sobre Michael, dizendo, por exemplo, que 'ele só foi inocentado porque era uma celebridade mundialmente famosa', coisas assim. Mas nada disso impediu que a entrevista de Presley ocorresse.

Com 4 filhos e casada com o guitarrista Michael Lockwood, Lisa declara só ter compreendido Michael após sua morte: "No último um ano e meio venho tentando ganhar clareza. [...] Agora, em retrospecto, quero deixar bem claro que o compreendo mais do que nunca. [...] Eu voltei a ter todo esse amor e compreensão por ele de novo" diz.

Apesar de tudo, Lisa voltou a afirmar que "Era um casamento normal de todos os modos. Tudo era dito. De madrugada, se ele precisava acordar e me contar algo, falar comigo, me acordar para conversar, se havia problemas... [...] Ele não dormia muito, às vezes nem eu dormia porque ele não conseguia. Eu e ele no meio dos travesseiros. Era com carinho".

Ao ser questionada por que se apaixonou por Michael Jackson, ela respondeu: "Ele era uma pessoa incrivelmente dinâmica. [...] Eu nunca me senti tão elevada na minha vida. Não minto quando digo isso. Ele tinha algo encantador. [...] Acho que eu nunca fiquei tão encantada assim por nada mais. [...] Era como uma droga pra mim. Eu sentia que sempre queria ficar com ele, ser parte dele". E Oprah Winfrey completou: "Eu entendo o que você quer dizer. Porque quando fui conhecê-lo antes da entrevista, em 1992, é como se ele te iluminasse com uma luz. Quando ele mostra isso, se abre e deixa essa luz passar, você só quer permanecer nela".

Mas talvez o momento mais impressionante da entrevista, foi quando Lisa Marie Presley revelou algo estranho que aconteceu no dia 25 de Junho. Ela simplesmente teve uma crise de choro, antes de saber da triste notícia. "Eu estava na Inglaterra. Não sei por que, mas era o dia mais estranho da minha vida. Eu chorava o tempo todo. Não sei o motivo e normalmente não faço isso. Tentando trabalhar, voltei para casa, já estava até pisando no jardim. Eu queria assistir TV, parar de chorar. Olhava para o meu marido, não sabia o que acontecia comigo. Não conseguia parar. Uma hora depois avisaram e eu soube". Ainda em 'choque' com o falecimento do ex-marido, Lisa postou um texto no seu blog:

"A pessoa que falhei em ajudar está sendo transferida para autópsia em LA. Toda minha indiferença e desapego que me esforcei tantos anos para alcançar desceu pelo ralo e nesse instante eu emergi."

Talvez no meio de tanta indiferença, tenha restado um pouco de amor e consideração por Michael.




Confira a entrevista completa em 3 partes:


Parte 1

Parte 2

Parte 3


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

13 comentários:

  1. Não posso julgar o comportamento de Lisa é claro...e o de ninguém...como ninguém pode, mas posso fazer minha análise e dizer que não me simpatizo nadinha com ela e nem com a Oprah...:D
    Migo Felipe e se você disser mais uma vez que tenho é ciúmes dela e vem daí minha antipatia, te soco... :O aff onde já se viu isso...
    Ciúmes????eu??? dela??? pode????
    SIM...PODE... :D
    Fico roxinha de ciúmes dela sim...não só eu como muitas...rsrsrs...
    Bom, mas como não sou eu que estou sendo analisada e muito menos meu ciúme em relação ao fofo...:D então vamos ao que interessa...ok? descascar essa broaca...rsrsrs... (brincadeira)


    A Lisa ao dar esse entrevista se mostrou bastante tensa, tentando disfarçar o tempo todo a angústia que estava sentindo...ou melhor o remorso. Foi essa impressão que tive.
    Muitos de nós fãs estamos sentindo essa mesma dor, esse mesmo remorso que ela sente, por não ter dado à Michael a atenção e o carinho que ele necessitou e que praticamente implorou...então, imaginem ela, que estava tão próxima, que era o amor dele e que deveria ser sua companheira já que o amava também.
    Ela poderia mais do que qualquer outra pessoa ter dado esse apoio à Michael em seus momentos de dor. Michael sempre se doou ao mundo e quando necessitou desse apoio e carinho, embora tenha encontrado de muitos fãs, não encontrou da pessoa certa, ela, que pra ele era de maior importância naquele momento de aflição...de desespero...
    Tudo que passamos na vida, nada é em vão...tudo tem seu propósito, em tudo tem a lição.
    Muitas vezes o orgulho toma conta e impede que pessoas sejam felizes e se ajudem.
    Vejo que além da imaturidade de Lisa, o orgulho dela também atrapalhou bastante...
    A vida não é só mar de rosas...tem seus espinhos também. Dizem que para sentir o perfume da rosa temos que enfrentar os espinhos... Será que ela pensou que com ela seria diferente...que só seriam rosas??

    Acredito no que Lisa disse, “Eu nunca me senti tão elevada na minha vida. Não minto quando digo isso. Ele tinha algo encantador. [...] Acho que eu nunca fiquei tão encantada assim por nada mais. [...] Era como uma droga pra mim. Eu sentia que sempre queria ficar com ele, ser parte dele". Pois é exatamente assim que me sinto simplesmente ao falar de Michael.

    Acredito também na Oprah quando diz, “é como se ele te iluminasse com uma luz. Quando ele mostra isso, se abre e deixa essa luz passar, você só quer permanecer nela".
    Tenho essa mesma sensação em relação à Michael, o vejo como um ser especial e iluminadíssimo.

    Michael...I love you more...L.O.V.E.

    ResponderExcluir
  2. Cara, amei essa sua postagem! Perdi de assistir pela GNT.

    Quanto tempo desperdiçado, quanta indiferença ao Rei! Não tenho dúvidas de que Lisa era a mulher da vida de Michael. Ele a amava sinceramente.

    Mas ela queria uma atenção maior do que ele podia dar. O que ele lhe deu não foi o bastante.
    Imaturidade, orgulho, "gula"... sentimentos negativos que os afastaram, resultando num remorso atróz, que a está incomodando:
    "A pessoa que falhei em ajudar está sendo transferida para autópsia em LA. Toda minha indiferença e desapego que me esforcei tantos anos para alcançar desceu pelo ralo e nesse instante eu emergi."

    Se ele tivesse tido seu apoio naqueles momentos difíceis, talvez muita coisa ruim não tivesse acontecido e, quem sabe, ainda estaria aqui conosco. A segunda acusação de pedofilia e o uso exagerado de remédios, certamente, com amor, teriam sido evitados.

    Mas, sabemos que nada acontece por acaso, né? Lamentavelmente perdemos nosso astro e todos nós ficamos com um vazio.


    "Eu nunca me senti tão elevada na minha vida. Não minto quando digo isso. Ele tinha algo encantador. [...] Acho que eu nunca fiquei tão encantada assim por nada mais." Lisa

    "...é como se ele te iluminasse com uma luz. Quando ele mostra isso, se abre e deixa essa luz passar, você só quer permanecer nela". Oprah

    Essa sua luz, com certeza, atinge a todos, não existe distância pra ela. Eu mesmo sempre a senti.

    MJ Forever!

    ResponderExcluir
  3. Agora que ela se tocou que o amava? Um pouco tarde demais.
    Só resta o remorso, que não é só dela, é de todos que lhe viraram as costas.
    Pobre Michael, ficou só com os filhos.

    L.O.V.E.

    ResponderExcluir
  4. "Eu sentia que sempre queria ficar com ele, ser parte dele..."
    Seria tão bom para o Michael se os dois continuassem vivendo juntos, sendo parte um do outro; que Lisa lhe tivesse dado um filho, que ele tanto queria, e não precisasse procurar a DR para isso (mas ela não quis e depois ainda teve gêmeos com outro). Se assim o fosse, provavelmente, ele não iria se sentir tão só e se afundar nos remédios, como aconteceu.

    "Eu voltei a ter todo esse amor e compreensão por ele de novo"
    Que pena que só agora, quando nada mais pode ser feito para ajudá-lo, a não ser rezar. A imaturidade e o orgulho, como diz o Guto, contribuíram para esse afastamento. Como se os dois não estivessem prontos para viver juntos. Nenhum dos dois abriu mão de suas individualidades.

    Enfim, ela reconheceu que poderia ter feito mais por ele. Num momento de dor, de perda, é que se tem mais clareza. Se não vai pelo amor, vai pela dor. Mas, na dor, resta muito pouco, ou quase nada, a fazer, como é o caso.

    Gostei da entrevista dela. Foi franca, sem restrições, de coração aberto. Demonstrou sinceridade e amor pelo nosso Rei.

    MJ Eterno!!!

    ResponderExcluir
  5. "Eu ainda não sei por que eu tive que passar por isso duas vezes!"

    É incrível o que Lisa "atraiu" para a sua vida: a vida e a morte de dois ícones da música.
    Seu pai, o Rei do Rock, e seu marido, o Rei do Pop, ambos viciados em remédios, como uma tábua de salvação, que tiveram a mesma causa mortis.
    Ela teve que conviver com esse drama desde pequena, tendo que dividir seu pai com o mundo e seu marido, idem.
    Eles eram casados com a fama, e isso, sem sombra de dúvida, fazia com que ela ficasse um pouco excluída.
    No casamento, ela era a outra, porque não tinha o marido, totalmente. Acho que ela não aguentou conviver com essa realidade, pois estava acontecendo mais uma vez em sua vida, e ela temia a forma como isso poderia terminar... e tinha razão.

    Lisa não sabe por que teve que passar por isso duas vezes. Sabe-se lá o que ela escolheu...

    MJ Forever!!!

    ResponderExcluir
  6. É, Adrianice, sabe-se lá o que ela teve que escolher!
    Na vida, nada acontece por acaso e nem como punição.
    Com certeza isso foi necessário pra ela crescer. Só resta aprender a lição.

    ResponderExcluir
  7. Lisa afirma que ele teve que morrer para ela reconhecer, tristemente, que ele a amava.
    Vejo os dois como trens em sentidos contrários, imaturos, inconsequentes.
    Um fez o outro sofrer, mas ela o machucou mais. Ela não levou em conta que ele era um astro famoso e tinha que se dedicar a isso. É só rever algumas entrevistas do passado em que ela, publicamente, faz pouco caso dele. Imagina como ele se sentiu!
    E quando ele chorou, ao ouvir dela que era "indiferente"? Lá, em 2005, ele estava precisando de apoio, do amor da única mulher que ele amou. Mas, só hoje, tão tarde, ela admite que o amava.

    Que pena... tudo poderia ter sido tão diferente.

    MJ I love you!

    ResponderExcluir
  8. Essa entrevista não apaga os erros passados de Lisa. Ela abandonou Michael quando ele estava realmente precisando de seu apoio. O pior de tudo, Lisa ainda deu entrevistas menosprezando MJ. Isso sim, foi deprimente!

    Talvez ela achasse que se casar com o REI DO POP, um mega star mundialmente famoso, fosse como se casar com um cara qualquer. Michael tinha muitos compromissos, era comprometido com sua carreira e com as crianças que tanto amava. Lisa deveria saber disso! Claro que o casamento passaria por más fases, porém, se ela realmente amasse MJ, enfrentaria.

    Mas não! Ela o abandonou, o menosprezou, foi totalmente indiferente ao seu sofrimento. Uma traição... Ela o traiu dando todas aquelas entrevistas após a separação, zombando de Michael. Não teve nenhuma ética!

    E, apesar de eu ter gostado dessa entrevista e do comportamento de Lisa, como eu já disse, nada disso apaga o quando ela fez o MJ sofrer.

    Sim, eu acredito que ela poderia ter o salvo!

    ResponderExcluir
  9. Concordo com você, Felipe. No mínimo, ela poderia ter poupado Michael de ouvir o que ela disse naquelas entrevistas, após a separação.
    Eles viveram um grande amor. Isso deveria ser respeitado por ela.
    Michael nunca falou mal dela. Era um gentleman.

    ResponderExcluir
  10. Era mesmo Babi... um gentleman!

    Pena que ela não era educada como ele!
    As vezes o melhor a se fazer é não dizer nada.
    Nas outras entrevistas que ela deu, não foi nada feliz.
    Simplesmente ridicularizou o nosso querido!

    Agora que ele não está mais aqui entre nós, deve ter batido o arrependimento, não é mesmo?

    Sem quer julgar ninguém, creio que ela era muito imatura, mimada e por isso, além de outras coisas, não segurou a bola do casamento!

    Casamento é muito difícil de se manter!
    Além do amor incondicional, as vezes tem que haver renúncia.
    E foi justamente isso que não teve talvez de ambas as partes.
    Sim, pq ele também desencantou em relação a ela, quando ela não quiz lhe dar os filhos que ele tanto queria!

    Ser casada com Michael Jackson não deve ter sido nada fácil e hoje mais madura, viu que tudo poderia ter sido diferente!

    Depois de assistir essa entrevista, entendo mais o lado dela e confesso que senti muita sinceridade!

    Confirmou o que diziam as fotos dos encontros após a separação... tentaram voltar várias vezes, mas acabou não dando certo.

    Enfim, estou pasma com a terceira parte em que ela relata sua última conversa com ele!!!
    Michael alertou sobre as pessoas que estavam querendo matá-lo, prá ficar com o catálogo etc.
    Já tinha visto algo a respeito, mas dito por ela assim numa entrevista ... choquei!

    MJ4ever
    I love MJ

    ResponderExcluir
  11. Essa declaração da Lisa, Zú, nos faz fazer a seguinte pergunta:
    Michael Jackson foi assassinado? Ou foi mesmo a overdose de remédios que o matou?
    Acho que nunca saberemos.

    ResponderExcluir
  12. Como já disse várias vezes aqui no Blog, Babi linda, nunca mesmo!!!
    Talvez, só quando estivermos em outro plano espiritual
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Gente.... chorei!
    Não deve ter sido fácil pra ele escutar a indiferença dela, sabe-se lá o que estava acontecendo com ele, o quanto ele precisava dela, porque acredito que ele ainda a amava. Ela foi sincera, gostei muito por ela ter dividido conosco, porem um pouco tarde o arrependimento. Muito imatura, mimada e dura de coração.
    Ele gelou ela... imagina o que não pasava pela cabeça dele saber qua a mulher que ama esta viajando com o ex... é pra acaba um negocio desses, o Michael deveria ter amado muito mesmo ela e ainda depois de tudo que ela falou dele (na hora da raiva)

    As coisas poderiam ter sido diferente e ela poderia ter salvado ele sim, mas ela preferiu cair fora é mais fácil... é isso que acontece em muitos casamentos... na dificuldade abandona o barco... e o amor? respeito? cumplicidade?

    O mais triste na história do Michael, foi morrer sozinho. Me lembro da música much too soon... me corta o coração.

    ResponderExcluir