segunda-feira, 19 de julho de 2010

O lado cínico e talentoso de Quincy Jones

Quincy Delight Jones, nascido na cidade de Chicago, em 1933. Um talentoso produtor musical. Já serviu grandes artistas, como Frank Sinatra, Ray Charles, Michael Jackson, etc. Indicado para 70 Grammys, premiado com 25 deles, além de um Grammy Legend Awards em 1991. Tornou-se um produtor muito conhecido após trabalhar com o Rei do Pop.


A parceria começou depois da gravação do filme 'The Wiz'. Eles se conheceram, Michael estava precisando de um produtor, Quincy se ofereceu e... o resto da história você sabe. A dupla produziu os discos Off The Wall, Thriller e Bad. Três grandes sucessos! Milhões, milhões, milhões de cópias vendidas! Mais e mais Grammys Awards! Além, claro, do videoclipe beneficente 'We Are The World'. Michael Jackson explode. Ele chega ao topo, levando Jones na sua corcunda.


Após o lançamento do disco Bad, a parceria acaba. O álbum Dangerous já não era produzido por Quincy Jones. A partir daí, eu batizo de 'deu a louca no Quincy'. Não sei se a amizade continuou, não sei como foi o relacionamento deles a partir daí, porém sei que Jones andou falando muita besteira durante esse tempo. Para quem abraçava tanto Michael, assim como um 'amigo', Delight Jones se passou por um cara cínico após dar infelizes declarações sobre o Rei do Pop.


"Foi ridículo! Aquela química toda. Eu não entendo o motivo, mas, obviamente ele não queria ser negro", disse Quincy Jones numa entrevista. E o circo não pára por aí. Numa outra ocasião, ele completou as bobagens: "Michael não tinha tanto talento quanto outros músicos com quem já trabalhei, como Louis Armstrong, Frank Sinatra, Nat King Cole, Billie Holiday, Aretha Franklin e Ray Charles. Ele era grande, mas não jogava no mesmo time desses artistas".


Depois de se promover à custa de MJ, Quincy o inferiorizou estupidamente. Para quem pensava nele como 'o produtor amigão do Michael', deve se decepcionar ao descobrir o verdadeiro Quincy Jones. Ele fez um papel estúpido, cínico e sem pudor após ser demitido por Michael Joseph Jackson. Os verdadeiros ‘amigos’ nem sempre são tão verdadeiros quanto você pensa.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

12 comentários:

  1. Quincy Jones, falso :@
    aff ele trabalha mto bem
    o MJ confiava nele
    tipo 'amigo da onça'
    AFFF o MJ foi o mais
    talentoso, ele deveria
    se sentir honrado em trabalha
    com o maior artista, e produzir
    seus discos de grandes recordes,
    mas como o Felipe disse 'deu a louca'
    odeio geente assim '--.
    MJ FOREVER

    ResponderExcluir
  2. Aff... até esse??? :O

    Michael sempre foi muito amigo de todos, mas infelizmente nem todos foram seus amigos verdadeiros. :(

    Muitos só tinham interesses...e mais interesses...
    bando de parasitas...eca :(

    ResponderExcluir
  3. Quincy Jones trabalhou com astros importantes mas, com o Michael, foi q ele se projetou e ficou conhecido mundialmente.
    Depois de tudo isso, falar q o Rei "n tinha tanto talento qto outros músicos...", aí é demaaaaaaais. Assim é cuspir no prato q comeu. Sacanagem, né Quincy?
    O disco mais vendido de todos os tempos n é de nenhum desses músicos q ele citou! É de um músico q "não jogava no mesmo time", talvez porque, c todo o respeito por esses monstros da música, ele fosse o mais completo.

    MJ Forever!

    ResponderExcluir
  4. Cuspir no prato que comeu: foi exatamente isso que Quincy Jones fez.

    ResponderExcluir
  5. Como disse o Guto, repeito tb todos os músicos citados, mas minguém supera Michael em talento e genialidade!!!
    MICHAEL é ÚNICO!!!!!!!
    Nunca houve, nem haverá outro igual ou melhor que ele!!!
    Quincy pisou na bola mesmo... "cuspiu no prato que comeu" como disse o migo Guto!
    Aliás, vc em poucas palavras disse tudo, migo Guto!!!
    Só queria saber uma coisinha...
    Pq Michael despediu Q?
    MJ forever

    ResponderExcluir
  6. Não sei pq Michael demitiu Quincy, vou ver se tem algo sobre nos meus livros. Mas, bem que ele merecia, né?!

    Cara falso! ¬¬

    ResponderExcluir
  7. É uma pena tomar conhecimento dessa falsidade do QJ. Sempre pensei q existia entre eles uma amizade sincera, considerando q em toda amizade existem algumas desavenças, o q é natural. Mas, não é o caso. O produtor foi anti-ético, falso e cruel.

    Estou decepcionada, Felipe... pensava nele como sendo "o produtor amigão do Michael".

    O astro vivia com vampiros e sanguessugas em volta, a começar pela família. Pobre Mike...

    MJ Eterno!

    ResponderExcluir
  8. Mas, mesmo com essa covardia, não se pode negar q a parceria foi extraordinária! Rendeu muitos recordes ao Michael e a ascensão de Quincy no showbizz. Foi ótimo para os dois.
    É uma decepção para todos nós saber de uma traição dessas. Mas, prefiro ficar com essa imagem aí da foto... Já perdemos o nosso Rei.

    MJ forever!!!

    ResponderExcluir
  9. Talvez Michael tenha percebido a falsidade dele, pq de ingênuo ele não tinha nada!!!
    E mesmo com tudo isso, Michael sempre citava seu nome nos discos, DVDs, etc em agradecimento!!!

    MJ forever!

    ResponderExcluir
  10. Que coisa feia, Quincy Jones!!! Mesmo sendo um excelente profissional, andou na sombra do Rei por muitos anos e, depois, pisou nessa sombra.
    Guto, meu lindo, vc disse tudo!!!

    Quem sabe, Zú, n foi esse o motivo da separação? Ele percebeu a falsidade do produtor!? Felipe ficou de nos dar essa resposta, né, lindo?

    Mas, mesmo c tudo isso, concordo c a Adrianice, vou ficar c os bons tempos dessa amizade, na lembrança...

    MJ Eterno!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Na minha opinião, Quincy Jones tinha inveja de Michael Jackson. Como Michael não tinha talento?
    Isso é um exemplo do que já aconteceu e continua acontecendo nos dias de hoje: Inveja e falsidade, a dupla que domina a vida de muitos ao redor do mundo!

    ResponderExcluir
  12. É isso aí, cara... inveja e falsidade!
    O produtor era talentoso, mas Michael Jackson tinha um talento acima do normal... era a estrela, era o insuperável, era o gênio, era único... Certamente, isso foi demais p o ego de Quincy Jones q, se roendo de inveja, a saída foi ser falso.

    MJ Forever!

    ResponderExcluir