segunda-feira, 26 de julho de 2010

Gone Too Soon...

Em 1991, Michael Joseph Jackson lançou o álbum Dangerous. Um verdadeiro sucesso. Tirando Thriller, que é definitivamente insuperável, Dangerous foi o que mais vendeu na carreira do Rei do Pop. Uma canção de letra marcante e melodia suave caracterizou seu último single. Lançada como compacto em 1993, Gone Too Soon não alcançou grande sucesso de vendas, porém tem um enorme valor emocional. Sua letra nos toca e emociona de uma maneira tão terna, que parece ser composta por Michael. Porém, sua composição é de Larry Gorssman e Buz Kohan, que também compuseram outras músicas do álbum Dangerous.

O valor emocional de Gone Too Soon (Foi Muito Cedo) não se limita a sua suavidade e beleza. No ano anterior do lançamento de Dangerous, um amigo de Michael, Ryan Wayne White, morreria aos 18 anos. Em março de 1990, ele foi internado com infecção respiratória. Após receber uma visita de Elton John e inúmeras ligações que desejavam melhoras, Ryan faleceu 11 dias depois da internação. Michael Jackson dedicou a música Gone Too Soon para ele.

Vamos agora tentar conhecer um pouco mais a vida desse herói, que, mesmo com AIDS, estudou, lutou para conseguir entrar numa escola, e, como se não bastasse, colaborou com a medicina e os estudos do HIV. As informações a seguir têm como fonte o site 'Wikipédia - A enciclopédia livre'.

Nascido no final de 1971, Ryan White foi diagnosticado com Hemofilia A, uma doença séria que causa problemas na coagulação do sangue. O tratamento com transfusão sanguínea o infectou com o vírus HIV. Os médicos lhe deram apenas 6 meses de vida. Mas estavam errados: Ryan viveu 5 anos a mais do que previsto. Foram 5 difíceis e dolorosos anos. Além das doenças que a AIDS causou, a discriminação marcou os últimos anos de Wayne White. Após se recuperar de uma grave pneumonia, em 1985, Ryan finalmente voltaria aos estudos. Porém, sua volta foi rejeitada. Pais de alunos e professores da Western School Corporation fizeram um abaixo-assinado para impedir que Ryan White voltasse à escola. É declarada uma guerra jurídica da família contra esse colégio. A população era ignorante o bastante ao ponto de acreditar que a doença poderia ser transmitida através do contato com pessoas infectadas, e por isso o evitavam. Até os assinantes do jornal que Ryan entregava de casa em casa cancelaram as entregas. Médicos experientes e o Centro de Controle de Doenças declararam que Ryan não oferecia nenhum risco aos outros alunos, porém isso foi irrelevante para a maioria das pessoas.

No meio de todo esse inferno, White conheceu e se tornou amigo de Michael. Em 1989, ele passou as férias de final de ano no rancho Neverland. Michael Jackson quis dividir um pouco de seu sonho com alguém que vivia num pesadelo de doenças e discriminação.

Como já falei, Ryan faleceu após ser internado com infecção respiratória em 1990. Foi o final de uma vida marcada por sofrimento, doenças, preconceito e superação. Faltava pouco para ele completar a high school. Quatro meses após sua morte, o Congresso dos estados Unidos aprovou o programa 'Ryan White Comprehensive AIDS Resources Emergency (CARE) Act', que tem como objetivo disponibilizar atendimento médico para pessoas contaminadas pelo vírus HIV e de baixa renda.

Michael esteve presente no velório de Ryan, e, além de dedicar a música Gone Too Soon para ele, o Rei do Pop também escreveu um poema em sua homenagem. Assim como Michael Joseph Jackson, Ryan Wayne White foi um verdadeiro herói, que nunca desistiu, mesmo enfrentando tantas dificuldades. Que vocês possam descansar em paz...

Ryan White

Ryan White, símbolo de justiça
Criança de inocência, mensageiro do amor
Aonde você está, para onde você foi?

Ryan White, sinto falta de seus dias ensolarados
Nós brincamos sem nos preocupar

Estou com saudades, Ryan White
Saudades de seu sorriso, inocente e brilhante
Saudades de sua glória, saudades de sua luz

Ryan White, símbolo de contradição
Criança de ironia, criança fictícia
Eu penso em sua vida interrompida
De seu esforço, sua vontade

Enquanto moças dançam na luz da noite
Festas de champanhe em cruzeiros caríssimos
Vejo sua forma desperdiçada,
Sua visão fantasmagórica
Sinto suas feridas com puz, suas escoriações

Ryan White, símbolo de agonia e dor
De medo ignorante se tornando loucura
Em uma sociedade histérica
Com uma preocupação exagerada
E uma piedade falsa

Sinto sua falta, Ryan White
Você nos mostrou como ficar de pé e lutar
Na chuva você foi uma nuvem de alegria
O lapso de esperança em cada menina e menino

Nas profundezas de sua mágoa agonizante
Estava o sonho de um novo amanhã



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

O lado cínico e talentoso de Quincy Jones

Quincy Delight Jones, nascido na cidade de Chicago, em 1933. Um talentoso produtor musical. Já serviu grandes artistas, como Frank Sinatra, Ray Charles, Michael Jackson, etc. Indicado para 70 Grammys, premiado com 25 deles, além de um Grammy Legend Awards em 1991. Tornou-se um produtor muito conhecido após trabalhar com o Rei do Pop.


A parceria começou depois da gravação do filme 'The Wiz'. Eles se conheceram, Michael estava precisando de um produtor, Quincy se ofereceu e... o resto da história você sabe. A dupla produziu os discos Off The Wall, Thriller e Bad. Três grandes sucessos! Milhões, milhões, milhões de cópias vendidas! Mais e mais Grammys Awards! Além, claro, do videoclipe beneficente 'We Are The World'. Michael Jackson explode. Ele chega ao topo, levando Jones na sua corcunda.


Após o lançamento do disco Bad, a parceria acaba. O álbum Dangerous já não era produzido por Quincy Jones. A partir daí, eu batizo de 'deu a louca no Quincy'. Não sei se a amizade continuou, não sei como foi o relacionamento deles a partir daí, porém sei que Jones andou falando muita besteira durante esse tempo. Para quem abraçava tanto Michael, assim como um 'amigo', Delight Jones se passou por um cara cínico após dar infelizes declarações sobre o Rei do Pop.


"Foi ridículo! Aquela química toda. Eu não entendo o motivo, mas, obviamente ele não queria ser negro", disse Quincy Jones numa entrevista. E o circo não pára por aí. Numa outra ocasião, ele completou as bobagens: "Michael não tinha tanto talento quanto outros músicos com quem já trabalhei, como Louis Armstrong, Frank Sinatra, Nat King Cole, Billie Holiday, Aretha Franklin e Ray Charles. Ele era grande, mas não jogava no mesmo time desses artistas".


Depois de se promover à custa de MJ, Quincy o inferiorizou estupidamente. Para quem pensava nele como 'o produtor amigão do Michael', deve se decepcionar ao descobrir o verdadeiro Quincy Jones. Ele fez um papel estúpido, cínico e sem pudor após ser demitido por Michael Joseph Jackson. Os verdadeiros ‘amigos’ nem sempre são tão verdadeiros quanto você pensa.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Pais de Michael Jackson irão se divorciar

"A mãe do cantor Michael Jackson, Katherine Jackson, de 80 anos, anunciou que irá se divorciar de Joseph Jackson. De acordo com o jornal Daily Mail, o casal, que estava junto há 60 anos, já não morava sob o mesmo teto havia algum tempo, mas a mãe do rei do pop se recusava a pedir o divórcio devido às suas crenças como Testemunha de Jeová.

Ainda segundo o jornal, o relacionamento dos dois teria piorado muito após a morte de Michael, em junho do ano passado. O pai do cantor acusava indiretamente a esposa pela morte do filho. Katherine é a atual detentora da guarda dos três filhos de Michael, Paris, Blanket e Prince Michael."

Fonte: Contigo

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Só esclarecendo: Joseph e Katherine já estavam praticamente separados, mas agora, se Kate prosseguir, essa separação irá ser legalizada. Eu penso... o que Michael acharia disso? Sinceramente, creio que ele gostaria. Há tempos MJ insistia que a mãe abandonasse Joseph, mas, como a notícia disse, o fato de ela ser Testemunha de Jeová impedia o feito. Acho que a separação será positiva para Katherine. Joe já traiu muito sua confiança. No final das contas, talvez ela retire um peso das costas.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

domingo, 18 de julho de 2010

As principais notícias dessa semana

Ubisoft tem grande expectativa sobre game de Michael Jackson - AdNews
A Ubisoft aposta alto em seu game inspirado em Michael Jackson. Em
conversa com o MCV, Rob Cooper, diretor da empresa no Reino Unido, disse que a empresa espera ver "Michael Jackson – The Experience" vendendo pelo menos 1 milhão de cópias ainda em 2010. A informação é do GamesBrasil. Continue lendo

Produtor quer lançar CD de inéditas - Estrelando

Rodney Jerkins está trabalhando em um álbum com músicas inéditas de Michael
Jackson. O produtor contou, em uma entrevista ao site Vlad TV, que vai lançar um projeto com canções feitas pelo cantor, que morreu em junho de 2009. Continue lendo

Holandesa diz ser filha de Michael Jackson - Abril
Mocienne Petit Jackson, que alega ser filha de Michael Jackson, preencheu fichas e documentos na Corte Superior de Los Angeles declarando que foi vítima de um “plano diabólico”, envolvendo assassinato e sequestro, para esconder sua existência. A notícia é do “TMZ”. Continue lendo

Médicos de Michael Jackson se livram de acusações pela morte do cantor - O Globo
Sete médicos que trataram Michael Jackson durante seus últimos anos de vida acabam de se livrar de possíveis acusações criminais pela morte do astro. Os investigadores do caso buscaram o histórico de prescrição de receitas médicas ao músico através de um banco de dados, que monitora a prescrição de substâncias controladas. Continue lendo


Atração protagonizada por Michael Jackson, 'Captain EO' volta à Disney - UOL

Há 24 anos, Michael Jackson se uniu a Disney, ao produtor George Lucas e ao diretor
Francis Ford Coppola para criar um filme de 17 minutos em 3D para ser a base de um dos brinquedos do Epcot Center, na Flórida. A atração que surgiu dessa parceria, ‘Captain EO’, funcionou de 1986 a 1994 e agora, em 2010, pouco depois do aniversário de um ano de morte do Rei do Pop, volta ao parque da empresa. Continue lendo


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Mais um: Michael Jackson teria outro filho

"Mais um jovem é apontado como suposto filho de Michael Jackson, morto no dia 25 de junho do ano passado. Depois de Omer Bhatti e Prince Michael Malachi Jet Jackson, o jornal The Sun informa que Donte Williams Jackson, de 18 anos, pode ser fruto de um affair entre o Rei do Pop com uma mulher misteriosa em Las Vegas nos anos 90.

O rapaz foi criado por Alejandra, que tem quatro filhos com Jermaine e Randy Jackson, irmãos de Michael. Devido a pouca diferença de idade entre as crianças e Donte, o jornal levantou a suspeita de que o jovem não seja sobrinho do artista, mas sim filho do mesmo.

Uma fonte comentou à publicação que Michael sempre esteve muito próximo de Donte. Será?"

Fonte:
Estrelando

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Eu não sabia desse Prince Michael Malachi Jet Jackson, e agora aparece esse Donde. Já são 3? Sem falar daquele gordo e das diversas 'esposas' que surgiram depois da morte de Michael. E a imprensa gosta disso! Uma hora, ela divulga MJ como um gay, na outra, divulga ele como o 'pega-todas' que deixou diversos filhos espalhados pelo mundo. Todo mundo quer ser parente... todo mundo quer tirar uma casquinha do $money$. Por favor, vamos deixar Michael em paz!



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Thomas Mesereau: o que a mídia não mostra

Thomas Mesereau é um advogado muito respeitado, um verdadeiro perito no seu ramo. Ele representou a defesa de Michael durante o julgamento. Nessa época, Mesereau estava passando por um momento muito difícil da sua vida, assim como MJ. Pouco antes de começar o julgamento, ele descobriu que sua irmã estava com um tipo de câncer terminal. Ela acabou falecendo, mas Thomas Mesereau continuou firme na defesa do Rei do Pop. Talvez não por dinheiro, mas por um sentimento de justiça. Ele tinha certeza que Michael era inocente. Lutou bastante, até que a frase 'Nós, do júri, declaramos o réu inocente de todas as acusações' fosse ouvida por milhares de fãs no mundo todo. A comprovação disso está nos trechos da entrevista que Mesereau deu a Deborah Kunesh. Leiam, pois vale muito a pena!


Trechos da entrevista que Thomas Mesereau deu a Deborah Kunesh, falando de seu cliente Michael Jackson:


“A promotoria foi uma paródia da justiça e um dos maiores ataques de mau gosto a uma pessoa inocente na história judiciária. Eu nunca esperei que Michael Jackson fosse condenado de qualquer uma das acusações, seja crime ou contravenção. Eu acreditava, e ainda acredito, que ele era completamente inocente.

Michael Jackson foi uma das pessoas mais bondosas e gentis que eu já conheci. Ele realmente queria fazer mais do que ser um gênio musical. Ele queria curar e mudar o mundo através do amor, da gentileza, da arte e da música. Acredito que esse mundo é um lugar melhor porque ele esteve aqui conosco.

Eu digo que existia um Michael universal e um Michael individual. O primeiro queria mudar o mundo, queria que todos se concentrassem em garantir que as crianças fossem amadas e cuidadas da maneira adequada e que, assim, conseguiríamos reduzir a violência, a maldade, a pobreza, e tantos outros problemas do mundo. Este era o Michael que queria curar o mundo através da música, do amor, de medidas humanitárias. Ele foi um dos maiores humanitários que esse mundo já teve e entrou para o Guiness Book dos recordes como o artista que mais doou dinheiro para a caridade, no que, é claro, a mídia não gosta de se focar.

O segundo Michael, com o qual eu lidei, adorava ver uma criança sorrir. Ele construiu Neverland para ver as crianças felizes. Era um dos homens mais ricos do mundo e poderia ter gasto todo o seu dinheiro consigo mesmo. Ao invés disso, ele tinha um zoológico, um parque de diversões, um teatro, estátuas que representavam crianças... Se você visse as obras de arte da casa dele, muitas representavam crianças felizes, sendo respeitadas por quem elas eram: sua cor, sua religião, nacionalidade, que tradições tinham... Este era um homem que adorava pegar uma criança de rua, que crescia na pobreza e violência, trazê-la para Neverland e vê-la sorrir ao observar uma girafa, ou um elefante, ou ao ganhar sorvete de graça. Isso significava muito para o Michael, porque ele era uma boa pessoa.

Mas, infelizmente, quando você é tão genial e rico, os tubarões irão te atacar, ainda mais se você combinar isso com um pouco de ingenuidade; uma pessoa que não queria se envolver em decisões financeiras ou legais, o tempo todo. Ele queria fazer coisas criativas, humanitárias, o que o tornava um alvo ainda maior para processos e alegações frívolas.

A mídia quer ver as pessoas caírem, e esperava desesperadamente que Michael fosse condenado, já que isso iria gerar histórias durante anos sobre a aparência dele, como ele estava na cadeia e iria se matar. Acredite, eles estavam salivando para MJ ser condenado, e estavam alterando toda a história, de uma forma que influenciasse o júri a condená-lo. Fizeram até jogos baixos comigo em algumas ocasiões. Todos esperavam lucrar com a destruição dele. Era terrível. Foi um dos momentos mais importantes da minha vida... quando ele foi inocentado, foi vingado. Nunca me senti tão orgulhoso. Se olharmos para trás, ele só tinha mais cerca de 4 anos de vida, e ele pode vivê-la, vingado, com seus filhos.

Eu sei que há milhares de crianças ao redor do mundo que ele ajudou. Crianças com deficiências, doentes. Michael preenchia cheques para elas e ninguém publicava isso. Ele não doava para se exibir, doava porque era isso que seu coração mandava ele fazer. Eu acho que a coisa mais cruel que fizeram foi pegarem o seu amor e o seu desejo de ajudar as crianças e usarem isso contra ele, o chamando de monstro, como fizeram no tribunal. Foi simplesmente horrível! Era de cortar o coração estar ali o observando e ver o impacto que tudo causou nele. Eu não sei se Michael alguma vez recuperou-se emocionalmente daquilo.”



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Neverland: um sonho... ou um pesadelo?

O que é, o que é... um rancho da Califórnia, com 2.700 acres e que está a 200 km de Los Angeles. Já sabe a resposta? Sim, o rancho Neverland, adquirido por Michael Jackson na década de 80. Em 1988, ele foi morar lá e permaneceu por 17 anos. Uma enorme mansão, um zoológico, um cinema e um parque, além dos milhares de acres com árvores, matos e arbustos, faziam parte da Terra do Nunca. Estátuas de crianças e de Peter Pan decoravam toda a propriedade.


Neverland acabou se tornando não só uma residência, mas um refúgio para Michael Joseph Jackson. O Rei do Pop procurava desesperadamente desligar-se da sua triste realidade. Procurava um pouco de privacidade, isolando-se num infinito de 11 mil metros quadrados. A Terra do Nunca era o local de sonhar com Peter Pan, sonhar em ser Peter Pan. "Eu queria um lugar onde eu pudesse criar tudo o que nunca tive na minha infância", disse.


Michael levava para lá crianças das mais diversas cores e classes sociais. Muitas delas eram desabrigadas ou deficientes. Ele tentava colocar um sorriso no rosto dessas crianças, repartindo com elas a incrível aventura na terra de Peter Pan.


O sonho iluminado, aos poucos, se tornou um pesadelo assombroso. Em 1993, Evan Chandler, numa tentativa de extorquir a fortuna do Rei do Pop, o acusou de abuso sexual infantil, alegando que o mesmo teria ocorrido em Neverland. No ano de 2003 aconteceu o mesmo. Após a batida policial no rancho, Michael Jackson decidiu abandoná-lo, vindo a perdê-lo em 2008, por acumular uma grande dívida de hipoteca. Atualmente, devido à falta de cuidados, a propriedade está praticamente em ruínas. O que era um sonho, acabou virando um pesadelo, que hoje carrega lembranças de momentos tristes e trágicos da vida de Michael.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Alive or dead?


No fatídico e infeliz dia 25/06/2009, o Rei do Pop, Michael Jackson, morreu vítima de uma parada cardíaca. Desde então, vários grupos e pensamentos têm surgido. Um deles (e muito intrigante, por sinal) são os 'alives'. A palavra 'alive' significa 'vivo'. Os alives acreditam fielmente que Michael Jackson forjou a própria morte, e vivem procurando indícios que fortifiquem sua tese.


A tranquilidade de Joseph diante da morte do filho, 'mensagens subliminares' que eles julgam estar nas músicas do Michael, entre outros, são considerados, pelos alives, 'indícios' de que o Rei do Pop está vivo. Crêem que MJ tinha motivos de sobra para forjar a morte. Blogs e sites foram criados para reunir o maior número de evidências possíveis e provar que Michael Joseph Jackson não morreu. Inclusive, os 'alives' dizem que o nome correto é 'Joe Jackson', porém Michael foi enterrado como 'Joseph Jackson' - o nome errado, segundo eles. Logo, quem morreu não foi Michael JOE Jackson. (?) A demora na autópsia também é considerada um 'indício' da falsa morte. E a imagem na ambulância? Falsa, logicamente. Alive or dead? Eis a questão.

Eu, particularmente, não acho que Michael forjaria a própria morte, fazendo fãs, amigos e familiares (em especial os filhos) sofrerem tanto. Além disso, ele estava prestes a fazer uma mega turnê. Para mim, infelizmente, a verdade é que Michael Jackson não está mais entre nós.

Porém, o importante é que ele estará sempre 'alive', dentro do coração de todos os seus fãs.


This Is It!



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

sábado, 3 de julho de 2010

A HIStory Tour e sua calça dourada


Depois de quebrar diversos recordes com a Dangerous Tour, o Rei do Pop repetiu o feito na sua seguinte turnê: a HIStory World Tour. Ela acabou superando, em número de público, suas 2 turnês solos anteriores. Tendo início em setembro de 1996, e encerrando-se em outubro de 1997, a turnê realizou 82 concertos, atingindo a um incrível público de, aproximadamente, 4,5 milhões.


Não faltaram inovações. A entrada 'militar' da Dangerous Tour foi substituída pela incrível abertura estilo 'astronauta'. Uma nave do ano de 2040 pulava do chão e, de dentro dela, saía o Rei do Pop. O 'playback', (músicas gravadas) foi muito utilizado nessa turnê. Especulava-se que Michael Jackson estava com calos nas cordas vocais, e por isso não cantou muitas músicas. 'She's Out Of My Life' foi substituída por 'You Are Not Alone'. Sem falar no medley que iniciava os shows e no encerramento marcante, onde enormes bandeiras de diversos países, inclusive Brasil, eram levadas ao palco enquanto Michael cantava 'HIStory'. A HIStory World Tour foi realizada para a divulgação do álbum 'HIStory - Past, Present and Future', de 1995.


O figurino, inovador como sempre, fez sucesso entre o público feminino de fãs MichaelManíacas. A famosa 'calça dourada' chocou a mente fértil das taradas e, até hoje, é muito 'apreciada'. Mas, é melhor deixar esse assunto exclusivamente para ELAS.

Como de costume, MJ doou grande parte do seu lucro para a caridade. A perfeição tomou conta dessa turnê, do início ao fim. O rei do pop nos deixou esse presente: a memória da magia daquela que acabou se tornando a sua última série de shows.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Prince Jackson pode ter vitiligo

"O filho mais velho de Michael Jackson, Prince Michael, de 13 anos, pode sofrer de vitiligo, mesma doença de pele que seu pai tinha. As suspeitas surgiram após o jornal britânico “Daily Mail” ter publicado, na última quarta-feira, 30, fotos onde o garoto aparece sem camiseta, durante recente viagem de férias no Havaí.

A suspeita de vitiligo (doença que causa a perda da pigmentação natural da pele) se deu por conta de uma mancha branca na axila do garoto.


O fato do menino também manifestar sintomas da doença, que é hereditária, reforça a hipótese do garoto ser filho legítimo de Michael Jackson, fruto do seu rápido casamento com Debbie Rowe.


Na época da morte do astro pop, a enfermeira que “emprestou” a barriga para gerar Prince e Paris, os dois primeiros filhos de MJ, teria revelado que ele não era o pai verdadeiro. No entanto, dias depois, desmentiu a suposta declaração.


O misterioso clareamento da pele de Michael Jackson no decorrer de sua carreira sempre foi atribuído ao vitiligo, doença que foi comprovada na autopsia realizada após sua morte. O Rei do Pop apresentava manchas brancas especialmente no peito, abdome, rosto e braços."


Fontes: Yahoo, Abril

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••


É mesmo uma mancha de vitiligo. Isso com certeza vai contribuir para que mais um mistério seja desvendado: eles realmente são filhos biológicos de Michael? Depois do dia 25, o difícil quebra-cabeça da vida de Michael Jackson está se formando. Evan Chandler se matou, seu filho supostamente declarou que a acusação era apenas um plano para extorquir Michael, Martin Bashir admitiu suas calúnias, Sneddon foi definitivamente desmascarado, a autópsia confirmou o vitiligo, e agora essa. Porém, ainda faltam muitas peças... que um dia se encaixarão. Tomara que o vitiligo não se espalhe pelo corpo todo, como aconteceu com Michael.


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.