sábado, 5 de junho de 2010

Perigo no arranha-céu

Era o ano de 2002. Em Berlim, o dia estava agitado. Na frente do hotel Adlon, uma multidão berrava histericamente. Michael Jackson estava hospedado lá, e parecia estar tão empolgado quanto seus fãs. Jogou o travesseiro do hotel pela janela, escondeu o rosto atrás da cortina, e... colocou o filho na sacada do hotel! Sim, por apenas 3 segundos, Blanket foi balançado na sacada do hotel Adlon. Um pano branco cobria seu rosto. Após isso, vocês podem imaginar as matérias que foram publicadas nos jornais. Sem a mínima sensatez, falaram que o Rei do Pop iria jogar o filho pela janela. Quem seria maluco ao ponto de jogar o filho pela janela de um hotel, em que embaixo estavam centenas de fãs e repórteres para testemunhar o feito? Michael era um ótimo pai, assim como uma ótima pessoa, e, indiscutivelmente, não fez isso com maldade. Quem já assistiu ao show 'History Tour in Munich' deve ter visto ele se pendurar no andaime na música 'Earth Song', sem nenhum medo. Blanket, ou Prince II, que foi balançado na sacada do hotel, tem uma mãe desconhecida. Ele, assim como Prince I e Paris, foi infinitamente amado, protegido e, de forma alguma, teria sua vida colocada propositalmente em risco pelo pai.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

6 comentários:

  1. É lógico que Michael nunca faria nada que colocasse em risco a vida de suas crianças!
    Esse episódio foi um prato cheio pra que todos o cruxificassem... a começar pela imprensa!
    Bashir também foi bem maldoso!
    Três segundos é um estalar de dedos e eles reprisaram o video "trocentos milhões" de vezes em câmera lenta, pra que parecesse que o tempo era maior.
    Eu imagino a cena... ele correndo e brincando com as crianças no quarto do Hotel!
    Aí, na "brincadeira", sem pensar nas consequências, fez o que fez com o Blanket...
    Mas ele era MICHAEL JACKSON !!!
    Vivia num aquário o tempo todo!
    Não podia fazer nada de diferente, que logo era tachado de maluco!
    Nossa, como ele sofreu nessa vida...
    O meu consolo, é que com sua partida, ele se livrou de tudo isso!
    Vida longa ao REI MJ!

    ResponderExcluir
  2. Zú, vc fez uma observação importante: 'Três segundos é um estalar de dedos e eles reprisam "trocentos milhões" de vezes em câmera lenta, pra que parecesse que o tempo era maior'. Pois é Zú, 3 segundos é muitoo pouco tempo, um piscar de olhos, e lembro de passaram o vídeo na época em 'super câmera lenta', para que o escândalo fosse maior. Lembro de estar assistindo Jornal Nacional e ver a reportagem. De tanta câmera lenta que estava, dava até para ver os fios de cabelo do MJ voando sobre o rosto dele.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Como ele mesmo falou, o garoto estava bem seguro. Mas, a imprensa fez com q esse fato marcasse, de forma bem negativa, a sua imagem.
    Aqui no Brasil, então, eles só noticiavam coisas desse tipo. Esse flagrante e a suposta pedofilia eram os assuntos que noticiavam. Não lembro (com exceção das vindas dele aqui) de ter ouvido nada relativo ao q Michael fazia de bom, de positivo. E olha q ele fez muita coisa, né?

    ResponderExcluir
  5. O ser humano tem esse defeito.
    Tem a tendência de só ver as coisas ruins! O lado negativo das situações.
    Se esquecem de tudo o que foi feito de bom e o lado negro é o que predomina, infelizmente!!!
    Felipe, também me lembro desse detalhe dos fios do cabelo do Michael "voando"...
    MJ forever

    ResponderExcluir
  6. Ola Felipe!
    Parabéns pelo blog, eu so nao gostei dessa atitude de Michael, pois msm que ele nao quisese jogar seu filho da sacada, ele acabou colocando a vida dele em risco, e se so de Michael sair de casa ja é noticia, isso foi 10 para a boca dos fuxiqueiros, aa mano se sabe..

    ResponderExcluir