quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tristemente comum

Ontem comprei um poster do MJ chamado 'Uma lenda do início ao fim'. Achei seus textos interessantes. Resolvi postar um aqui: 'Tristemente comum'. É bem tocante, principalmente o final. Seu principal foco é o sofrimento de Michael quando criança. Vale a pena ler!

Tristemente Comum

A história de Michael Jackson antes da fama é exatamente igual a de milhões de crianças de todas as cores, credos e posição social em diversas partes do mundo. Ser vítima da violência doméstica, de abusos psicológicos, de padrões moralistas (e não morais) rígidos impostos por quem, geralmente, não tem a menor condição moral de impor o que quer que seja, tudo isso somado à pressão por parte de pais cegos diante da possibilidade do filho ser o pote de ouro no fim do arco-íris (em black & white), aproxima o pequeno Michael dos mortais.

O que o distancia e o destingue dessa maioria, é que em silêncio ele abraçou e protagonizou essa história, cujo roteiro foi escrito por um pai frustrado diante do próprio fracasso como pessoa e artista. Um pai que usou a religião para manipular a família e submeter a todos, e em particular o pequeno Michael, às suas ambições. Jamais perguntou ou se importou com a vontade dos personagens desta história. Tratou logo de destruir a auto-estima de cada um deles, enfraquecendo-os e esvaziando-os de amor próprio. Transformou crianças em trabalhadores militarmente treinados, disciplinados à exaustão, operários de uma arte arquitetada para encher os seus bolsos, bancar suas orgias, empanturrar seu insaciável ego.

Michael Jackson não teve escolha. Não sabia o que era isso, escolha. Liberdade foi uma palavra, um sentimento, um estado de espírito jamais experimentado por ele, o escravo mais rico da história. Michael Jackson nasceu e não pôde ser menino. Virou astro cedo demais. Odiou a si próprio cedo demais. Ficou excêntrico cedo demais. Morreu cedo demais, antes mesmo de viver.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.


Créditos: Pôster ‘Michael Jackson – Uma lenda do início ao fim’, da editores Escala.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Michael Jackson e sua relação com o Brasil

Você já parou para pensar sobre o que Michael Joseph Jackson, que é americano, tem a ver com o Brasil? Nem todos devem ter conhecimento da relação forte que o Rei do Pop tinha com esse país.


"Eu amo o povo brasileiro", disse ele numa entrevista dada a TV Guide, em novembro de 2001, "Eu sinto por eles do mesmo jeito que sinto por indianos e africanos. Há muita pobreza no Brasil. Eu lembro da primeira vez que fui lá, senti como se meu coração partisse. Tem um pedaço do meu coração em diferentes países pelos quais eu passo. Tenho muito amor por aquele povo. As pessoas são doces. Gostaria de poder fazer mais por eles". Seu desejo de querer acabar com a pobreza resultava no amor por países como a África e o Brasil.


Mas a sua história com a antiga colônia de Portugal não acaba por aí. O morro de Dona Marta, no Rio de Janeiro, e o Pelourinho, em Salvador, foram escolhidos para servirem de cenário no clipe 'They Don't Care About Us', música do álbum HIStory. Ela protesta contra as injustiças, a pobreza e a ausência do governo em algumas regiões. Poderia haver cenário mais apropriado? A turnê Dangerous visitou o Brasil nos dias 15 e 17 de outubro de 1993. Além disso, em setembro de 1974, Michael esteve no Brasil para realizar um show dos Jackson 5.


Como você pode perceber, o histórico de Michael Jackson com o Brasil não é pequeno. Essa pátria é realmente amada... até pelo Rei do Pop!



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Um ano sem o Rei

Um ano sem o astro Michael Jackson. Não só sem o astro, mas sem o ser humano generoso que ele era. Resolvi então postar algo diferente aqui no blog. Um dia triste e difícil, porém Michael não gostaria de nos ver tão abalados. Escute um CD, assista a um DVD, vá para reuniões de fãs e procure se alegrar na medida do possível. Seguem um poema e um vídeo feitos por mim, em homenagem ao Rei do Pop.



Um dia como qualquer outro
Minha homenagem ao Rei
Autor: Felipe Omena

O planeta estava escuro
Os pássaros não cantavam
As pessoas não dançavam
O Sol não brilhava
A Lua se apagava
Não havia luz

Porém,
Num dia como qualquer outro
Uma estrela caiu do céu
E iluminou a Terra
Devolveu o sorriso
E a alegria da dança

A estrela tinha uma luz tão forte
Que era capaz de iluminar todo o planeta
Num dia como qualquer outro
A estrela teria caído na Terra

A estrela espalhava
Sua terna melodia
Que era ouvida e apreciada por todos

Porém,
Seu brilho era tão forte
Que apagou o de outras estrelas
Algumas, até hoje, tentam destruir o brilho
Da estrela que
Num dia como qualquer outro
Caiu na Terra

A estrela sentiu que havia completado sua missão
E voltou para o céu
Deixando seu brilho
Para continuar nos iluminando

Todos irão lembrar
E passarão essa lenda de geração para geração
Da estrela que
Num dia como qualquer outro
Desceu para iluminar
Um mundo sem luz

Michael Jackson - O Gênio (vídeo)


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Dangerous Tour: Um sucesso beneficente

Em 1992, Michael Jackson deu início a turnê que seria mais um de seus sucessos. A Dangerous World Tour foi a 2ª turnê solo do Rei do Pop, e tinha como principal objetivo a divulgação de seu último disco, 'Dangerous'.


Com um público de, aproximadamente, 3,5 milhões, a Dangerous Tour visitou a Ásia, Europa e a América do Sul. Ela foi a única turnê solo de Michael Jackson que veio ao Brasil. O Rei do Pop fez dois shows em São Paulo, nos dias 15 e 17 de outubro de 1993. Ele chegou no aeroporto de Cumbica e se hospedou no hotel Sheraton. Os shows foram no estádio do Morumbi, não puderam ser exibidos na tv e tiveram um público aproximado de 200.000 pessoas.


A turnê foi um verdadeiro sucesso! Além das inovações na música e na coreografia, o figurino de Michael também marcou história. Afinal, que artista inicia um show pulando de baixo do palco com roupa estilo militar? Uma das coisas mais intrigantes é o final dos concertos. Como sempre, Michael inovou ao encerrar o show voando a jato por cima do público. Na verdade, quem voa é um dublê, e não o próprio Michael Jackson.


Mesmo assim, esse final é incrivelmente criativo e extraordinário, assim como toda a turnê Dangerous. Michael quebrou mais e mais recordes, além de alegrar milhões de fãs ao redor do mundo. Infelizmente, ela foi interrompida devido às acusações de abuso sexual. No final, praticamente todo o lucro do Rei do Pop foi doado para instituições de caridade. Michael Jackson é a união perfeita de talento e generosidade. Quem ousa negar?



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Michael Jackson ganha estátua de cera em Nova York


"O Rei do Pop Michael Jackson é o novo homenageado do museu de cera Madame Tussauds de Nova York. A estátua do cantor, feita pela artista Morfy Gikas, foi apresentada nessa quarta-feira (23), dois dias antes de completar um ano de sua morte.

O museu Madame Tussauds é conhecido por reunir a maior coleção de figuras de celebridades. Com sede em Londres, o estabelecimento tem oito filiais, dentre elas a de Nova York, que presta o tributo ao músico."

Fonte:
Terra

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Boa homenagem, apesar de eu não ter gostado da estátua. Eles afeminaram totalmente o rosto do Michael: os olhos, o cabelo, a boca, as sobrancelhas, tudo! Ele não era assim. Mas enfim, o que vale é a intenção, que parece ter sido boa.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Livro 'Dancing The Dream' irá ser reeditado em português

"Nesta sexta-feira (25) faz um ano que Michael Jackson morreu, mas ainda há muito material a seu respeito para vir à tona. Dono do maior acervo de itens no Brasil sobre o Rei do Pop, com o corpo tomado de tatuagens do ídolo (já são cinco, e disposição para mais não falta), o carioca Leandro Lapagesse se prepara para revelar aos brasileiros uma faceta do artista ainda praticamente desconhecida por seus fãs.

"Eu e a editora Ibis Libris compramos os direitos para traduzir e lançar o livro Dancing the Dream, de poemas e textos de autoria do Michael, e que vai sair em edição bilingue com o título A Dança dos Sonhos ainda este ano", adianta um entusiasmado Leandro, já que nunca antes tal material ganhou versão em português.

Em
1992, a publicação circulou durante pouco tempo nos Estados Unidos, sumiu de catálogo -dizem que há relação com o alardeado escândalo sexual que envolveu o astro em 1993- e só agora está prestes a ressurgir. A animação de Leandro com o feito só não é maior que a expectativa para o lançamento de seu próprio livro, Michael e Eu.

"Vou reunir as muitas histórias de vida que tenho junto desse cara, que influenciou meu caráter, meus valores e minhas atitudes", derrete-se, em seu apartamento, que tem cada centímetro decorado com algo do artista, entre quadros, bonecos, revistas e discos raros. Aventuras envolvendo o fã de 28 anos ("Nasci junto com o Thriller") e seu objeto de desejo é o que não faltam.

Entre as mais incríveis, destaque para a ida às cegas para Los Angeles tão logo soube da trágica morte do cantor, há um ano. "Fui na esperança de vê-lo e comprovar que estava morto, no que ainda não acreditava", lembra. "Aí anunciaram que haveria um sorteio de ingressos pela Internet para o velório. Enviei muitos e-mails, mas não fui escolhido. Pelo Twitter, soube que um cara de Recife ganhou, mas desistiu. Ele me ofereceu o ticket por R$ 5 mil. Chorei, argumentei, e o convenci a ceder o ingresso de graça. Só quando estive a poucos metros dos filhos do Michael tive a certeza de que o Rei estava morto".

Em outra ocasião, um golpe de sorte o colocou frente a frente ao ídolo, na gravação do clipe de They Don't Care About Us, no Morro Dona Marta, em Botafogo. Vivências que serão reveladas em detalhes no livro. Mas ainda há muito no baú. "Michael deixou muita coisa inédita gravada", garante Leandro, que dá assistência até para a Sony, gravadora do artista. Na sexta-feira, ele quer relembrar o astro com um ato de solidariedade. Através da Internet, convoca fãs do país a doarem sangue, todos vestidos com camisas de Michael Jackson."

Fonte:
Terra

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Dancing The Dream lançado em português? Não poderia ver notícia melhor hoje. Depois é só esperar o Moonwalker. Parabéns Leandro, pela sua dedicação com seu ídolo.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Fotos inéditas do cantor Michael Jackson serão leiloadas em Paris

"Doze fotos inéditas de Michael Jackson e negativos de 700 fotos do cantor conservados em sigilo desde 1999 serão leiloados em dezembro em Paris, indicou nesta terça-feira a casa de leilões Pierre Bergé & Associés.

As fotos foram tiradas pelo fotógrafo Arno Bani em Paris em julho de 1999. Segundo a casa de leilões, o chamado Rei do Pop conheceu por acaso algumas obras de Arno Bani alguns meses antes na revista Style, do Sunday Times, e depois disso resolveu posar para ele.

Em outubro, a editora Chêne/Hachette publicará na França e em outros países um livro com as 700 fotos.

Na única divulgada à imprensa, Michael Jackson aparece vestido de smoking como um palhaço triste e com um olho pintado de azul.

O fotógrafo e a casa de leilões estabeleceram um lance mínimo de (cerca) de mil euros para cada uma das 12 fotografias."

Fonte: Google

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Como ele está diferente! Mas a foto ficou bonita. Vamos aguardar as outras 11.


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Mãe de Michael Jackson é uma marionete nas mãos do marido

"Pessoas intimamente ligadas à família Jackson disseram ao site TMZ que Joe Jackson está manipulando a mulher Katherine Jackson, que é a tutora legal dos filhos do falecido pop star e que administra o dinheiro que o patrimônio do cantor dá para as crianças mensalmente, para fazer dinheiro rápido.

A pressão de Joe seria tão forte que Katherine se envolveu em negócios com um homem do ramo de produtos e vídeos eróticos.

Katherine fez uma parceria com Howard Mann para o lançamento de um novo livro, Never Can Say Goodbye: The Katherine Jackson Archives, de acordo com o hollywoodnews.com, sendo que Mann fez fortuna em jogos de azar na web, além de manter sites eróticos.

Katherine também teria vendido histórias sobre as crianças de Michael para tablóides e ajudou Joe a vender cintos em tributo a Michael, que não foram aprovados pelos administradores do patrimônio do pop star.

O que espanta nessa história toda é que Katherine não precisa do dinheiro. A mãe de Michael recebe um subsídio do espólio dele e receberá incontáveis milhões de dólares gerados pelos coexecutores do patrimônio, John Branca e John McClain. Joe, por outro lado, não recebe pensão e ficou fora do testamento de Michael, por isso precisa de dinheiro imediatamente.

De acordo com a fonte, Katherine é uma mulher forte, que pode enfrentar qualquer um, menos Joe. "Há muita coisa obscura entre eles. Joe sempre a controlou e sempre controlará," disse a fonte."

Fonte: Portal da TV

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Bem que eu achei algo estranho... Katherine estava fazendo muitas negociações relacionadas ao patrimônio do filho, mesmo sem precisar de dinheiro e não tendo 'cara de aproveitadora'. Agora está explicado! Tem a mão de Joseph nisso tudo.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

Xuxa Meneghel: "Sempre fui sua fã, desde pequena"

Quem nunca ouviu falar da 'rainha dos baixinhos'? O que muitos não devem saber é que, além do lado de 'ídola', ela tem seu lado de 'fã'. Ela deu um depoimento declarando que sempre admirou e foi fã do Rei do Pop. Veja:


"Tenho a oportunidade de conhecer pessoas que a maioria daria o mundo para estar do lado. Conheci gente que sonhei a vida toda. O Michael Jackson é uma delas. Sempre fui sua fã, desde pequena. Quando era menina, tinha um pôster dele em cima de minha cama, no apartamento do Grajaú. Comprei a fita do making of do clip Thriller e assisti dezenas de vezes. Neste vídeo, ele aparece escolhendo uma garota para dançar. Sempre pensei: "Essa menina poderia ser eu. Será que um dia vou conhecê-lo?"
.
Estava na Espanha, fazendo o meu programa, quando o relações públicas dele na Europa veio falar comigo, me perguntando se eu não queria ir ao show. E, no caminho, esse relações públicas foi falando que queria trabalhar comigo também na Europa. Eu não tinha condições de entender o que ele estava dizendo. Minha vontade era falar: "Por favor, fale sobre isso com a Marlene. Eu só quero ficar pensando no que vou dizer para o Michael Jackson quando encontrá-lo". Minha cabeça estava longe.
.
Quando chegamos ao local do show havia uma tenda, onde ele recebia as pessoas. Assim que entrei, vi uma porta entreaberta e tive a impressão de ver a foto do Michael Jackson. Quando a porta abriu, pude ver que ele estava sentado com um pirulito na boca. Quando ele mexeu no pirulito vi que era Michael Jackson de verdade. Eu só conseguia pensar: "Caramba! É ele, é ele!". Fui me aproximando cheia de emoção. "E agora?" A experiência foi boa , porque serviu para eu entender como é que as pessoas se sentem quando chegam perto de mim. Compreendi porque muita gente me olha e fica sem saber o que falar, não encontrava a palavra.

Foi quando o relações públicas nos apresentou. O Michael chegou bem perto de mim e falou: "Nós viemos no avião falando em você. Eu admiro muito o seu trabalho". Ele ficou falando e a demente aqui sem abrir a boca. Eu não sabia se estendia a mão, se dava um abraço. Fizeram uma foto nossa, e quando acabou eu disse: "I love you". Ele olhou para mim e respondeu: "I love you too". Mas não era a mesma coisa, eu tinha uma história de fã e ele não me conhecia.
Nos encontramos novamente algum tempo depois, em seu rancho na Califórnia. Foi quando realmente conheci Michael Jackson, pois passamos o dia juntos.
.
Ele me levou para percorrer toda a propriedade, visitar os bichos que ele cria. Depois, fomos ao cinema gigantesco que ele tem, cheio de poltronas enormes e ainda umas camas, onde crianças doentes podem assistir filmes. Lá, na porta tinha uma bomboniere e uma pipoqueira. Ele olhou para mim e disse, em inglês: "Eu sei que você adora pipoca". Vimos quatro clips dele. O último era sobre crianças. Tinham cenas fortes, com meninos e meninas com problemas. Não consegui segurar e comecei a chorar. Ele me abraçou e disse: "Não chora, Xuxa". Foi aí que chorei mais ainda.
.
Combinamos de nos ver mais vezes e ele me deu a música Heal the World, que gravei em espanhol. É raro ele permitir a versão de uma letra dele. Antes de eu ir embora do rancho, quando nos despedimos Michael me olhou e disse: "Que bom que as crianças da América do Sul estão em boas mãos"."


- Xuxa Meneghel



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

This Is It



This Is It. Traduzido para o português, 'É isso'. Esse seria o nome da turnê que Michael Jackson faria, com 50 shows em Londres. O nome 'This Is It', apesar de ser tão simples, é muito especial para fãs do Rei do Pop. Ele carrega sentimentos de alegria, tristeza, dor, saudade, angústia e perda. Uma perda que nunca poderá ser superada. Vamos voltar um pouco no tempo. Era o dia 05/03/2009. Em Londres, ocorria uma coletiva de imprensa. Michael Jackson estava divulgando uma temporada de shows que faria na cidade. "Essas serão minhas últimas apresentações" afirmava. Na época, Michael anunciava apenas 10 shows. Por causa da grande euforia e expectativa dos fãs, esse número foi aumentando até chegar em 50. Após alguns anos fora dos palcos, o retorno do Rei do Pop seria triunfal! Com 50 anos, Michael Jackson ainda conseguia dançar e cantar como ninguém. A magia do seu espetáculo continuava a mesma. Divulgação, ensaios, contrato, malas... tudo pronto! Faltavam apenas 8 dias para Michael e a equipe viajar para Londres. Porém, algo não saiu como planejado. No dia 25/06, Michael Joseph Jackson faleceu. O motivo: uma parada cardíaca ocasionada pela grande quantidade de anestésicos e analgésicos presentes em seu corpo. Nesse dia, que nunca será esquecido, o mundo parou. Todos ficaram chocados ao verem as notícias nos jornais. Os fóruns relacionados ao Rei do Pop deram pane, de tantos acessos que tiveram. A frase que mais falavam no telefone era: "Michael Jackson morreu!". O planeta Terra chorou. Parou de rodar por alguns instantes. Em homenagem ao grande Rei, o grande humanitário, o grande artista, o grande ser humano, Michael Jackson.

Nunca poderá ser esquecido!
Iremos sempre lembrar de você, Michael.



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.


domingo, 20 de junho de 2010

Filhos de Michael Jackson podem formar grupo musical

"Os filhos de Michael Jackson podem seguir a carreira do pai. A família do cantor estaria incentivando Prince Michael, de 13 anos, Paris, de 12, e Prince Michael II, de 8, a se tornarem artistas.

Katherine Jackson, mãe do astro morto em junho de 2009, acredita que os netos já mostram sinais de que herdaram o talento musical do pai famoso e que poderiam formar um grupo ao estilo dos "Jackson 5".

"Eu realmente acredito que Deus abençoou nossa família com o dom da música para fazer as pessoas felizes em todo o mundo. Se as crianças quiserem ser artistas, por mim e por minha mãe tudo bem, mas eles também têm de seguir com os estudos", disse Marlon Jackson, irmão de Michael à revista "In Touch".

Embora as crianças estejam sob os cuidados de Katherine, outros membros da família também estão fortemente envolvidos com a criação deles. Janet Jackson, irmã de Michael, tem um carinho especial pelos sobrinhos. "Janet fará tudo o que ela sentir que é necessário para Paris e os meninos", acrescentou Marlon."

Fonte:
QUEM

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Se eles querem ser artistas, tudo bem. Mas inaceitável é a família ficar pressionando para poder tirar um 'pequeno proveito', como sempre.


© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Justiça nega pedido de suspensão contra médico de Michael Jackson

"Conrad Murray, que será, no dia 23 de Agosto, julgado pelo homicídio involuntário de Michael Jackson, poderá, segundo a decisão de um juiz do estado da Califórnia (EUA), continuar a exercer medicina. Apesar da decisão do tribunal, porém, o conselho de médicos da Califórnia poderá ainda avançar com um processo para suspender a licença de Conrad Murray.

Desde a morte de Michael Jackson no dia 25 de Junho de 2009 que Murray está proibido de exercer a profissão no estado da Califórnia, tendo vindo a obter fundos para pagar a defesa a partir do seu trabalho nos estados do Texas e do Nevada, algo que lhe é permitido segundo a lei federal dos Estados Unidos da América. Ainda assim, apesar de ter conseguido evitar a perda da licença, o médico continua proibido de receitar sedativos aos seus pacientes, pois foi a administração do anestésico Propofol por Conrad Murray que provocou, ostensivamente, a paragem cardíaca que vitimou o músico.

Os pais de Michael Jackson, Joe e Katherine acompanharam esta decisão do tribunal, divulgada ontem, ao lado dos filhos Jermaine, Randy (estes dois antigos membros do grupo Jackson 5) e LaToya Jackson.

Segundo a CNN, a família de Michael Jackson acredita que a sua morte se tratou de uma conspiração, embora declare não ter provas concretas disto, ou acerca do envolvimento de Conrad Murray na eventual trama."

Fonte:
DN - Diário de Notícias

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Que juiz mais incompetente... Está demorando muito para esse Murray receber alguma punição!



© 2010 – MJJ FC – Os direitos autorais do texto pertencem só e exclusivamente a seu autor. É unicamente dever do autor garantir a integridade do mesmo.